White rock by Michael Reichmann

branca pedra
por madalena pestana

"Vou-lhe dizer um grande segredo, meu caro. Não espere o juízo final. Ele realiza-se todos os dias." "La Chute" - Albert Camus

Portugal

25 setembro 2005

naquela madrugada do meu medo

Couple by emil schildt

parecia mais perdido ainda que eu. escorri-lhe pelo corpo como água de chuva que caísse do meio do nevoeiro e ali nos amámos junto ao velho carro abandonado, no mato, na gruta, nas areias.

ele nem se deu conta de ser a primeira vez e eu tive pena. porquê?

sei lá porquê? nem sei porque voltei a pensar nisto hoje, se há quase 5 anos que fujo dele. dele? de mim? da vila?

viajo. trabalho em cafés aqui ali, para ganhar para a viagem e parto de novo, de comboio sempre.

ele deu-me carinho. coisa que eu nem sabia a que sabia. cercou-me de tudo flores amores, luxos até. e eu aceitei.



ikebana jean vallette

o luxo dava-lho eu todo a ela, excepto os doces. corria a dar-lho pelas veredas antigas. não seria tanto por ela que o fazia, ou era? não sei. e de que serve querer saber agora? nunca me amou. não sabe não podia.

mas tudo isso é passado. talvez telefone na próxima paragem para saber dos meus irmãos. quero que estudem. deixei todo o dinheiro, que tinha na conta que ele abriu, para garantir que estudassem. é preciso.

devem julgar-me louca os da vila. "com um homem que lhe dava o que queria e foi-se embora!...". oiço-os sem precisar lá estar. é sempre assim...

mas não podia mais. estava cercada. a minha alma morria a cada hora.
deu-me tudo, é certo, até um nome: Ondeia.
e era bonito o nome, mas eu morria a cada instante um bocadinho mais.

nunca me conheceu nem o tentou. tinha-me o corpo e isso lhe bastava. sem imaginar onde estaria eu.

lá chegamos a mais uma estação . ainda bem! já precisava de ar.

10 pedradas:

Blogger batista filho atirou...

Saberá ela, algum dia, se foge ou vai ao encontro de?
Certeza mesmo, ela vai... ou já vem?!... porque se há muito partiu - e sempre em frente -, decerto regressa... talvez até sem se aperceber disso.
... O andarilho nem sempre foge, nem sempre busca.
... Nem sempre se escapa, quando se foge. nem sempre se encontra, quando se busca. Às vezes se foge de algo que está à frente - e não atrás! Às vezes se busca longe, o que estava tão perto, o que ficou para trás...

Mas tudo isso, divagações, originárias do teu belo texto, Pedra Falante.

26/9/05 12:17 da tarde  
Blogger romero atirou...

Será que ella busca el de nuevo ?? o busca que el no le dio ?? Ahhhh estoy a gustar demas de eso !!

26/9/05 12:44 da tarde  
Blogger Dizzie atirou...

"...ele nem se deu conta de ser a primeira vez e eu tive pena."
-Siempre deseamos que los otros descubarn cosas asi...
la 1ª vez...:(

"...o luxo dava-lho todo a ela, excepto os doces..."
-Porque?! Porque ella no le dice que queria los dulces??

"...nunca me conheceu nem o tentou..."
-Ondeia, vuelveio :)
Ondeia, y tu, le deste la oportunidad??!

Ah...que cosa....:(
Los dos, desencontrados...pero creo q solo tienen que se "reencontrar" y se conoceren en su esencia...

Estoy viviada en el desarrolo de estes momentos deliciosos...

Besitos pedra :)***

26/9/05 3:47 da tarde  
Blogger romero atirou...

Dizzie,que haces tb aqui ?! tu pára te seguir a mi y la historia de pedra :)))

ejejejejeje

26/9/05 3:58 da tarde  
Blogger Manel do Montado atirou...

Esmagador, simplesmente esmagador. Mulher esse eterno mistério.
Na minha vinda aqui esta leitura fica marcada como um dia que valeu a pena. Como diziam os romanos: "Albo lapilo notare diem".
Marca este dia com uma pedra branca, querendo significar que o dia seria de recordar como um dia feliz.
Pedra com uma sensibilidade destas?

26/9/05 5:06 da tarde  
Blogger wind atirou...

Ela queria mais, sem saber que se calhar ele a amava não só pelo corpo. (Digo eu). EStou a gostar demais desta parte da "estória:) As imagens estão fantásticas! beijos

26/9/05 10:04 da tarde  
Blogger Quem sabe... atirou...

Hummm....luxos....mas ela queria os doces....a doce Ondeia....e pq ele não percebeu que era a 1ª vez??...
Talvez fosse demais a paixão, o encanto?? :(

Será que ela lhe dá a oportunidad...pq ela tb não lhe disse que se sentia sofucada....será culpa toda dela...será que ele até se apercebeu que ela lhe tinha tirado o cigarro, mas não disse nada, pois sentio isso mesmo....o seu sufoco???


Espero....aqui, quetinha, sentada esperando por mais...

bjs :)

26/9/05 11:05 da tarde  
Blogger sonhos sonhados atirou...

Leninha

mais um texto encantador...
vou ficar parada,
na estação,
à espera...
de mais palavras.

como gosto de te ler.

beijux létinha.

27/9/05 2:45 da manhã  
Blogger Um Olhar Sobre... atirou...

Eu estou a morrer de sono, já quase nem vejo as teclas, mas não podia recolher sem me vir abastecer de mais um trecho desta obra prima!
Boa noite D. Pedra
Beijos

27/9/05 2:53 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah atirou...

Querida Madalena
Faltava o mais importante... o amor. Será que a viagem de comboio termina quando for encontrado?
Um beijo
Daniel

27/9/05 9:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home